Notícias de Jovens Com Uma Missão.

Artigos

Ouvindo a Deus

Ouvindo a Deus

Vem ai mais um Prayer Day (http://prayerday NULL.org/) – o dia Global de Oração da JOCUM – em 10 de outubro de 2009. Aqui Lynn Green, fala sobre a necessidade de ouvir a Voz de Deus.

Cara família Jocumeira,

Este dia de oração será diferente de qualquer outro que já ocorreu. Nós estamos para entrar nas celebrações de nosso 50º aniversário. Quando nós começamos com o Dia de Oração, nós sentimos que tínhamos o dever de fazer isso até o começo de 2010 e, agora, há apenas mais 02 meses para o fim desse prazo – e não sabemos o que o Senhor tem para nós em seguida. Por isso é importante que nós tomemos um tempo para ouvir.

Este Dia de Oração, assim como os 50 dias de Oração que tivemos há alguns anos atrás foi um tempo para o Senhor nos liderar no que fazer em prol da “cura do sistema nervoso”. Isto significa que Deus quer que a Jocum tenha uma comunicação excelente novamente. Ele não quer que nenhuma localidade de JOCUM se sinta excluída da família Jocumeira, mas quer que todos estejam conectados, assim como os membros de um corpo saudável estão conectados e em contato com o restante do corpo.

Apesar de estarmos incertos do que Ele quer em seguida, nós sabemos que hoje o Senhor que fortalecer um de nossos primeiros e mais importantes pilares fundamentais – ouvir e obedecer a Deus. Portanto, neste Dia de Oração, dia 1o de Outubro de 2009, nós vamos focar em ouvir a Deus. Isto se deve ao fato de que nós tivemos um chamado claro e repetitivo para fortalecer nossa disposição de ouvir e obedecer.

A maior parte deste Dia de Oração, seja a duração dele de uma hora ou duas ou por um tempo maior, deve ser gasta ouvindo o Espírito Santo. Muitas vezes nós não estamos habituados ao silêncio em nossas reuniões de oração, mas não há como ter um espírito quieto e atento a ouvir sem silêncio em nossas vidas.

As seguintes frases são algumas das palavras que vieram para os membros da Equipe 03 (John Dawson, Ian Muir e eu mesmo, Lynn Green) de um intercessor fiel:

“A história de nossa Missão e seus fundadores testificam o fato de que é a revelação dos pensamentos e dos caminhos de Deus que trouxeram a JOCUM à existência e a frutificar por quase 50 anos. Portanto, sentar-se perante a palavra de Deus, orientado pelo Espírito Santo, com um desejo de ter comunhão com Ele e ouvir a Sua voz, tornou-se fundamental para tudo o que fazemos na JOCUM”.

“O discernimento vem para aqueles que separam um tempo para buscá-Lo num lugar secreto; a recompensa sempre é a benção da Sua presença. É a revelação de Seu amor apaixonado por seu mundo e por nós, que nos move a termos uma obediência radical ao Grande Mandamento (Ame o Senhor e uns aos outros) e à Grande Comissão (ide por todo o mundo e pregai as boas novas). Mas, como podemos obedecê-lo passo a passo se não O ouvimos?”.

“Isto será sempre o grande desafio para pessoas muito ocupadas assim como eu e outros: parar tudo e ouví-Lo quanto a cada situação em nossa própria vida e no ministério, antes de agirmos. Mas, estou convencido de que as bênçãos e vitórias dependem do meu ouvir e receber discernimento de Deus para cada situação”.

Muitos de nós mais antigos na JOCUM somos como o rei Asa em II Crônicas 14-16: quando éramos jovens e não sabíamos o que fazer, esperávamos pelo Senhor e agíamos em obediência radical. Quando ficamos mais velhos e mais experientes, começamos a confiar muito em nossa própria experiência. Eu anexei a esta mensagem um breve estudo sobre isso para aqueles que querem se aprofundar mais no assunto.

Então, que neste dia, possamos “redeclarar” nossa dependência no ouvir a Deus e obedecê-Lo!

Nós faremos algumas perguntas profundas hoje, por isso, não tenha pressa para respondê-las nesse momento! Conforme começamos a esperar em Deus, nós vamos primeiramente pensar numa questão que a Joy Dawson, que ainda intercede por nós fielmente e com muito zelo, nos pediu para nos perguntarmos:

1.    Deus, há alguma área de desobediência em minha vida? A desobediência bloqueia nossos ouvidos de forma que não ouvimos mais a Voz Dele da forma íntima e detalhada em termos de discernimento que Ele quer nos dar.

Há alguma outra barreira em minha vida ou em minha equipe que atrapalham a comunicação adequada com Deus, um com o outro e com minha liderança?

Não queremos trazer à tona problemas que já foram tratados com arrependimento e perdão, mas se o Espírito Santo nos convencer de algum pecado nessa área, precisamos escrever o que Deus está falando e então deixar de sermos desobedientes, recebendo o Seu perdão em relação a isso. Talvez, fazer isso em grupos de duas ou três pessoas ajude.

Se você tem ouvido a voz de Deus e buscado intimidade com Ele, mas não tem sentido Sua presença, é muito provável que essa seja a causa.

Agora, façamos uma pergunta pessoal:

2.    Senhor, o que há em Seu coração para mim hoje? Sim, esta é uma pergunta um tanto quanto genérica, mas, tendemos a cair na rotina e isso dá espaço para Deus trazer coisas novas em nossas vidas ou relembrar o que Ele já havia dito antes.

Mais uma vez, escreva o que o Espírito Santo está lhe dizendo e então compartilhe com uma pessoa ou duas outras pessoas. (é possível que o Senhor tenha falado algo para você que seja só seu e de mais ninguém. Nesse caso, fique à vontade para guardar para si).

A terceira pergunta é:

3.    Senhor, o que está em seu coração para a nossa base ou equipe de JOCUM? Talvez vocês queiram relembrar a palavra do Senhor para vocês até o momento. Lembre-se de que o Senhor pode falar para o Seu povo da forma que Ele escolher. Freqüentemente, Ele dá uma parte da palavra para uma pessoa e outra parte para outra pessoa. Ele falará com qualquer um da equipe. É Ele quem escolhe e essa pessoa pode ser o membro mais novo da equipe ou até o recém-chegado.

Separe um tempo para ouvir de todos e escreva o que for compartilhado. Leve toda palavra a sério e veja o que acontece. Normalmente, quando o Senhor fala a um grupo de pessoas, Sua palavra não é clara se não houver a participação de todos.

A JOCUM sempre foi chamada para servir toda a Igreja. Nós somos parte da Igreja, e devemos ser comprometidos em trabalhar no poder do Espírito Santo para construir e fortalecer o Corpo de Cristo sem qualquer prejuízo contra outras organizações, denominações ou confissões Cristãs. Portanto a quarta questão:

4.    Deus, o que está em Seu coração para a Sua Igreja hoje? Esteja aberto para qualquer convicção que lhe seja trazida pelo Espírito Santo. Não é difícil que equipes de missões esqueçam ou assumam posturas críticas em relação ao resto do Corpo de Cristo. Não podemos mobilizar a Igreja para alcançar o mundo se nós tivermos qualquer atitude crítica ou de superioridade. Essa pergunta deve nos levar ao arrependimento e à purificação antes de qualquer palavra ou ênfase em termos de direcionamento ou ação ministerial.

Desde o início, a JOCUM tem sido chamada para o mundo inteiro, então, a última pergunta é:

5.    Senhor, o que está em Seu coração pelo mundo hoje? Deixe o Espírito Santo liderar você em intercessão pelos não-alcançados, pelos pobres ou pelas vítimas de injustiças – no entanto, que seja Ele mesmo que lidere esse momento. Lembre-se de que muitos de nossos ministérios frutíferos começaram em reuniões de oração tal como essa.

Devemos enfatizar novamente que somos chamados a ouvir e a obedecer. Então, revise o que o Senhor falou, pois, se há algum ponto que implica alguma tomada de atitude, certifique-se de que você irá dar continuidade a isso.

Nós acabamos de passar esse tempo “sentados” ouvindo o Senhor na Sua presença. Jesus falou aos Seus discípulos que, se eles permanecessem (isto é, se manter e descansar) Nele, eles dariam muitos frutos. Esse é um dos mistérios do Reino de Deus. Nós não somos mais frutíferos por causa de mais ativismo ou por sermos pessoas muito ocupadas. Nós somos mais frutíferos quando nós ouvimos e obedecemos.

Vamos terminar esse momento de oração renovando o nosso compromisso com as pessoas (também com as equipes e as comunidades) que investem tempo cultivando intimidade com Jesus. Que nós renovemos nossa dependência do ouvir a voz de Deus e nos conectarmos com Ele, em comunhão constante. E que sejamos seus filhos obedientes, fazendo o que Ele nos diz!

Publicado originalmente em Ywam Prayer Day (http://prayerday NULL.org/?p=1044&lang=6). Tradução Saulo Xavier

Lynn Green é Americano, e Diretor Executivo Internacional de Jovens Com Uma Missão. Mora com sua familia em Harpenden, Inglaterra.

Deixe seu Comentário