Por Que Não Elas?

Por Que Não Elas?
24 de abril de 2008 JOCUM Brasil Comunicação

Mulheres no ministério sempre foi um tema, vamos dizer, empurrado com a barriga por muitas denominações históricas. Publicado no Brasil pela Ed. Betânia,  este não é um livro sobre ordenação de mulheres.

Desta vez, Loren Cunningham, fundador da JOCUM e da Universidade das Nações, faz uma abordagem sensata, e sobretudo bíblica, do papel da mulheres na expansão do evangelho de Jesus Cristo na terra, os preconceitos culturais que tem amarrado o envolvimento destas em profundidade na tarefa da evangelização mundial e uma perspectiva bíblica do verdadeiro papel das mulheres no reino de Deus.

Vejamos um pouco do conteúdo deste novo livro:
A geração do milênio, que é a geração que presenciará a chegada do evangelho a todos os cantos da terra, onde ainda não foi pregado, será uma geração livre de preconceitos raciais, cor ou gênero. Será preocupada em saber quem Deus quer usar, livre de ataduras culturais, e mais rápida em responder-lhe. Haverá igualdade total de oportunidade e valores. Ainda assim, se preocuparão em ler e obedecer a palavra de Deus não entrando em contradição em nada que o Espirito Santo fale. Eles perceberão que Deus sempre usou homens e mulheres para proclamar as boas novas e para profetizar a palavra do Senhor a sua geração.
O que Deus deseja fazer com a nova geração, não é que sigam os caminhos confortáveis do passado, antigas estruturas de pensamento e tradições, mas sim, que transponham estas barreiras, alcançando as correntes do seu sopro, seguindo os velozes ventos do Espírito a fim de ver um rápido cumprimento da Grande Comissão: O sonho do próprio Deus.
E não será fácil para esta antiga geração fazer uma aplicação deste livro. Existem muitas ataduras culturais e obstáculos para impedir a concretização deste sonho.

Uma das batalhas mais antigas na questão da humanidade é a guerra da serpente contra a mulher. Essa e uma questão que nos leva ao centro do coração da Igreja.
Aspectos relacionados a estratégia da serpente concernente a mulher:

1. O ATAQUE CONTRA A FORÇA DE TRABALHO DO EVANGELHO.
O inimigo sabe que seus dias estão contados. Ele esta fazendo o que pode para atrasar o cumprimento da Grande Comissão. Por isso, ele está tentando diminuir o numero de trabalhadores. 2/3 dos cristãos são mulheres. Quando 2/3 dos cristãos são excluídos da obra de evangelização, a perda da causa de Deus é tão grande que dificilmente pode ser descrita.

É o inimigo que está por traz da confusão na igreja que envolve a participação da mulher no ministério.

2. O ATAQUE CONTRA OS HOMENS E SEUS MINISTÉRIOS.
A tentação de impedir que mulheres obedeçam o chamado de Deus para suas vidas é um ataque aos homens no Corpo de Cristo.

Aparentemente este ataque parece ser apenas contra mulheres, mas na realidade o inimigo apela ao orgulho dos homens, dizendo que as mulheres não são iguais a eles, e que não merecem tanto. O que algumas culturas chamam de machismo, nada mais é que orgulho. O pecado do orgulho consiste em recusar-se a aceitar quem você realmente é.

O orgulho entra quando nós permitimos pensar que somos melhores que os outros. É a base para racismo, nacionalismo, e muitos outros “ismos”. O orgulho te leva a crer numa mentira sobre si mesmo, que com certeza te destruirá.

Quando o homem começa a entender o propósito e a revelação da verdade de Deus nesta área, ele encontra a liberdade que o permite ser quem foi escolhido para ser ao lado da mulher em força espiritual e número. A partir dai surgirão igrejas equilibradas, com homens e mulheres caminhando com Deus.

3. O ATAQUE CONTRA AS MULHERES.
Desde que Deus disse ao diabo no Éden que a semente da mulher pisaria sua cabeça, ele as tem atacado por todo o mundo. E a situação é ainda mais difícil em países onde o número de cristãos é mínimo ou quase inexistente.

Roubo de Identidade
Em muitos países as mulheres são figuras anônimas, indistinguíveis, vestidas de preto dos pés a cabeça, vítimas de abuso, prisioneiras, mantidas em silêncio e isolamento, quando não mortas.

O Holocausto Secreto.
Algum tempo atrás um artigo da Times intitulado “Procura-se 100 milhões”, mostrava como cientistas podem prever o nascimento percentual de homens e mulheres em qualquer parte do mundo. Mas estatísticas recentes, mostram que em diversas partes do globo, 100 milhões de meninas forma mortas por suas famílias, apenas por causa de seu gênero.

4. O ATAQUE CONTRA O CARÁTER DE DEUS.
Quando o pré-conceito contra mulheres é perpetuado por cristãos, a mensagem que isso envia é que Deus é injusto. Quando líderes cristãos agem injustamente, isso é o reflexo da sua visão do caráter de Deus. Consequentemente é esta visão que estes líderes estarão proclamando. Descrentes por sua vez, em vista disto afirmarão : “Se ser cristão é agir assim, Deus deve ser injusto”. E se Deus dá dons para uma mulher e a “proíbe” de usar, não seria Ele injusto?

5. O ATAQUE CONTRA A IMAGEM DE DEUS.
O inimigo não está só atacando o caráter de Deus, mas também fazendo tudo o que pode para destruir sua imagem. Ele sabe que o homem e a mulher foram criados juntos a imagem de Deus. Ele tem atacado lares e casamentos, pois sabe que maridos e esposas juntos em unidade representam a unidade da trindade. O inimigo também tem levantado dificuldades entre homens e mulheres no trabalho. Os relacionamentos do homem e mulher foram quebrados no jardim, e desde então o diabo faz o que pode para manter o conflito. É ele que tem trazido rejeição e feridas emocionais para quebrar a imagem de Deus.

Quer ler mais ?

JOCUM BRASIL Comunicação trabalha para conectar você ao mundo missionário, e é entre outras coisas responsável por este Website.

0 Comentários

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*