Um processo de quatro estágios…

Um processo de quatro estágios…
1 de fevereiro de 2007 Tom Bloomer

Queridos obreiros da Universidade das Nações,

Segue abaixo alguns pensamentos que eu compartilhei com a Equipe de Liderança Internacional da Universidade das Nações (ILT) em nossa reunião de março em Fiji. À medida que passei mais tempo refletindo sobre o que havia compartilhado, vi que havia também algo que poderia ser aplicado a nível pessoal. Ao final desta carta colocamos as datas para as diferentes oportunidades de mais treinamento como obreiro para que você as saiba e considere participar.

Passamos por um processo de quatro estágios ao colocarmos em prática o que Deus nos fala. O primeiro estágio é VISÃO. Qual é a visão da Universidade das Nações?

Nosso co-fundador Howard Malmstadt sempre dizia que a U.N. deve ser um multiplicador de missões, um catalizador de missões para multiplicar o número de missionários e ministérios de missões em todo o mundo. Mais tarde entendemos que a U.N. era chamada a ser parte do cumprimento da dimensão de Mateus da Grande Comissão – discipular e ensinar as nações. Sendo assim, nossa visão vem da fonte de toda sabedoria divina, aquela que João vislumbrou e da qual escreveu em Apocalipse, das nações redimidas e louvando diante do Trono.

A segunda fase é desenvolver os PRINCÍPIOS que nos ajudarão a cumprir a visão. Por exemplo, fé e relacionamentos são obviamente cruciais para nós como uma missão e para o cumprimento da visão, sendo assim, um de nossos princípios é que devemos enfatizar a fé e os relacionamentos em tudo na U.N.

A terceira fase são as NORMAS e POLÍTICAS que demonstram concretamente a todos nós como vamos realmente por os princípios em prática. Um exemplo de uma norma de JOCUM/U.N. que põe o princípio de ‘fé e relacionamentos’ em prática é “Você tem que primeiro fazer uma ETED”, e todos os detalhes de como a norma da ETED é aplicada (veja o website do Centro da ETED para ver inúmeros exemplos! www.ywamdtscentre.com ).

Chegamos ao ponto onde a maioria das normas e políticas da U.N. já estão estabelecidas.

Mas a próxima fase para qualquer base ou ministério ou escola ou pessoa é EXECUÇÃO. O que significa levar a cabo aquilo que deveríamos estar fazendo. Precisamos fazer aquilo que dizemos que faríamos. Por exemplo, quando anunciamos que uma escola acontecerá, devemos fazê-la. Quando os alunos chegam, devem ser bem recebidos, alimentados e acomodados de acordo com as normas culturais, ser ensinados por professores excelentes e discipulados por obreiros comprometidos, receber avaliações justas, e ter suas notas registradas imediatamente após a escola.

Quando fazemos nossas escolas de acordo com os princípios que o Senhor nos mostrou, tendo tanto as normas da escola quanto as da base ensinando estes princípios e não os contradizendo, temos um dos melhores sistemas de educação no mundo. Eu estudei em quatro outras universidades, duas cristãs e duas não-cristãs, e posso afirmar isto sem dúvida nenhuma.

Mas amigos, algumas vezes nós falhamos na fase de execução. Todos sabemos de escolas que eram excelentes e deram muito fruto . . . e daquelas que não. Por anos tenho pensado no porque oferecemos muitas escolas com um número relativamente pequeno de alunos. Porque o Senhor não está mandando mais? Meu sentimento é que Ele tem segurado esta situação até que levemos mais a sério a execução. (Parte da execução é simplesmente responder aos pedidos de informação dos alunos que chegam pelos nossos websites e secretárias eletrônicas!)

Creio que o Senhor quer DOBRAR o número de alunos em nossas escolas num período relativamente curto de tempo. Mas Ele está esperando até que façamos o que é certo para depois ensinar.

Como está a sua execução a nível de escola? A nível de base? E quanto à sua vida pessoal? Você tem feito tudo o que pode para ser um obreiro efetivo, um discipulador ou professor que dê o exemplo? É claro, todos precisamos da graça divina para este trabalho.

Mas precisamos também de ferramentas práticas. Obreiros em todo o mundo têm nos dito que gostariam de mais treinamento prático que os ajude em seus trabalhos. Muitos não receberam nenhum treinamento em como ser obreiro de escola, outros receberam algum treinamento, mas estão famintos por mais.

Sob a liderança de Maureen Menard e uma equipe excelente, estamos organizando eventos de treinamento para qualquer obreiro que sinta que deva vir. No momento há dois tipos de treinamento sendo oferecidos:

‘Wet Paint’ – um treinamento de obreiros pioneirado por Tove Poulsen na Europa, que é um exemplo de semana ideal de treinamento, ensino e que serve de modelo para algumas das nossas melhores práticas em ensino, processamento, facilitação do trabalho do Espírito Santo, dinâmicas transculturais em sala de aula, louvor, adoração e intercessão combinados durante a semana, etc.

‘UNIquip’ – tipo modular de treinamento de obreiro consistindo em módulos de 2 a 4 dias em que se aprofunda em alguns dos tópicos acima.

Veja abaixo as datas para os próximos eventos de treinamento:

2007:

13 maio – 2 junho, 2007 – Kona, Havaí Evento Modular de Treinamento de Obreiro, chamado ‘UNIquip’ (você pode se inscrever para uma ou todas as semanas completas durante estas datas)

29 maio – 2 junho, 2007 – Hainichen, Alemanha Evento ‘Wet Paint’ (chegada logo após o evento ‘Festival das Nações’)

3-9 setembro, 2007 – Workshop da U.N. (Bali, Coréia, Taiwan, Índia) com treinamento para obreiros às tardes.

18-30 novembro, 2007 – África do Sul Evento de Treinamento Modular (UNIquip) aguardando confirmação final

Obs: outros eventos em 2007 estão também sendo planejados para diferentes regiões da África sob a liderança de Colleen Milstein.

2008:

11-29 fevereiro, 2008 – Burtigny, Suíça Evento de Treinamento Modular (UNIquip)

19–23 maio, 2008 – Kiev, Ucrânia Evento ‘Wet Paint’ : – chegada no dia 18; saída no dia 24 pela manhã

Informação do programa e contato será divulgada em breve para estes eventos. Mas eu gostaria que você já soubesse das datas agora.

Você poderia orar quanto a participar de um desses eventos?

Quanto a mim, o Senhor me mostrou que fizesse disto minha prioridade nos próximos anos. Não posso participar de todos eles, mas estarei na maioria. Vocês são uns dos melhores obreiros do mundo e queremos ajudá-los a serem ainda melhores!

Façamos tudo o que Ele nos disser,

Pela Sua graça,

Tom Bloomer
Reitor Internacional

Americano, Tom é o Reitor Internacional da Universidade das Nações, e mora em Bertigny, Suiça.

0 Comentários

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*